8 motivos para você contratar um seguro para sua moto

Proteção e segurança sem abrir mão da liberdade

Os veículos de duas rodas garantem mais independência e deslocamento rápido. Trafegar com as facilidades que esse meio de transporte oferece e usá-lo com segurança na estrada, ou na cidade, é a combinação perfeita.

Mesmo representando quase ¼ da frota nacional, a motocicleta concentra a maior parte das indenizações do DPVAT. 

Adquirir um seguro é ter a certeza que tudo ficará bem quando algo inesperado acontecer, é garantir que a moto esteja protegida em casos de incêndio, furtos, colisões entre outras situações.

Como funciona o seguro para moto?

O seguro para moto é semelhante a um seguro para carro, podendo ser contrato em dois formatos: completo ou parcial.

O seguro completo é uma opção mais abrangente, protegendo inclusive em caso de perda total (danos maiores do que 75%). Por isso, costuma ter franquia. O seguro parcial cobre, geralmente, roubo e furto, mas abre espaço para a inclusão de coberturas específicas. Nesse caso, por não cobrir todos os danos, não há cobrança de franquia.

O funcionamento do seguro é simples e funciona como o tradicional. O motociclista possui assistência completa 24 horas conforme as coberturas acordadas. Ele assegura seu bem e pode acionar a assistência em caso de sinistro para solicitar serviços emergenciais – como mecânico, borracheiro, guincho, chaveiro.

8 Benefícios em ter um Seguro para sua moto

Analisar os benefícios antes de contratar o seguro de motocicleta, é algo que deve ser analisado com afinco. Esse é um serviço essencial, mas de custo um pouco elevado. Portanto, levando em conta o investimento e o retorno, fica nítida as vantagens em contratá-lo. Entre os principais benefícios de um seguro para a sua moto, podemos destacar:

1. Desconto em diversos serviços ligados à sua motocicleta: Entre os grandes benefícios de se pagar por um seguro de moto, estão os bônus oferecidos em outros serviços de atendimento ligados ao veículo;

2. Incidência de roubos e furtos: Em média, a cada 17 minutos uma moto é roubada ou furtada no Estado de São Paulo.  O seguro contra roubos para motos funciona de maneira similar à modalidade pensada para os carros. Em caso de sinistro, o dono deve entrar em contato com a polícia e a seguradora imediatamente. Se a moto for recuperada, o seguro cobre os gastos necessários para os devidos reparos.

3. Assistência 24h: Em caso de problemas mecânicos, panes elétricas, ou até mesmo pane secas, é possível contar com socorro em uma dessas situações. Ao contratar um seguro para moto, é possível contar com a assistência 24h para utilização destes serviços.

4. Possibilidade de acidentes mais graves: utilizar um veículo de 2 rodas pelo trânsito normalmente caótico das grandes cidades não costuma ser das mais fáceis, acidentes sempre podem acontecer. O seguro de moto oferece serviços essenciais durante essas ocorrências, como gastos hospitalares e até cobertura por invalidez.

5. Proteção para danos contra terceiros: Acidentes também podem envolver outras pessoas, causando danos tanto físicos quanto materiais a terceiros. Sem um seguro com essa cobertura, as despesas podem ficar a cargo do motorista da moto e podem não ser nada baratas.

6. Substituição de acessórios e itens de proteção: a famosa “batidinha” de retrovisor, é muito comum para quem usa moto no dia a dia.  Outros acessórios sensíveis danificados com frequência são os faróis dianteiros e as lanternas traseiras. Esses são itens que podem entrar na cobertura do seguro, sendo substituídos caso necessário.

7 – Indenizações por invalidez: uma grande parte das seguradoras oferecem indenizações em acidentes que promovam invalidez total ou parcial. E em casos de morte acidental, ainda oferecem uma indenização financeira à família da vítima.

8 – Cobertura nacional: Uma vez que contratar um seguro para moto, você terá garantida sua segurança em todo o território nacional, independentemente se estiver utilizando sua moto ou não.

Vale lembrar que todos os benefícios acima variam de acordo com a sua seguradora e também o plano. Entrar em contato com a empresa é sempre o primeiro passo antes de decidir qual o melhor tipo de seguro para moto você deve contratar.

Quanto custa o seguro moto?

A resposta para “quanto custa um seguro de moto?” é: depende. O cálculo é feito em cima do valor da moto, além disso, existe a variação de diversos os fatores que uma seguradora considera na hora de vender um seguro.

O tipo de seguro é outro fator que influencia diretamente no valor final, fazendo com que cada pessoa pague um preço diferente.

Comente!

Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Último Post